Amigos da Trilha Transcarioca – quem somos?

“Movimento de cidadãos e instituições conectadas pelo sonho de implantar uma trilha de longo curso no coração da paisagem natural, cultural urbana da cidade do Rio de Janeiro”.

A Trilha Transcarioca interliga seis unidades de conservação de proteção integral: o Parque Natural Municipal de Grumari, o Parque Estadual da Pedra Branca, o Parque Nacional da Tijuca, o Parque Natural Municipal da Catacumba, o Parque Natural Municipal da Paisagem Carioca e o Monumento Natural Municipal dos Morros do Pão de Açúcar e da Urca e uma unidade de conservação do grupo sustentável, a Área de Proteção do Morro da Saudade, permitindo ainda o acesso a áreas protegidas como o Sítio Burle Max, o Parque Estadual da Chacrinha, o Parque Natural Municipal da Cidade, o Museu do Açude e o Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Em um segundo momento, a trilha deverá também abranger a Restinga da Marambaia e o Morro Cara de Cão.

A Trilha Transcarioca foi inicialmente idealizada em 1995. Em 1997 virou um projeto da Secretaria de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro (SMAC), tendo sido apresentado ao público pela primeira vez no Congresso e Exposição Mundial de Ecoturismo – World Ecotur 97, que teve lugar no Riocentro de 15 a 18 de dezembro de 1997.

Seu objetivo é criar uma trilha de longo curso que ligue as unidades de conservação do Município do Rio de Janeiro, funcionando como um corredor ecológico entre elas e induzindo o manejo integrado do Mosaico Carioca de Áreas Protegidas. Desde seu início ela já foi pensada como embrião inicial de uma grande trilha de longo curso, ligando as unidades de conservação da Mata Atlântica ao longo do litoral brasileiro, projeto hoje liderado pelo WWF Brasil com o nome de Caminho da Mata Atlântica.

Além dos servidores das Unidades de Conservação do Mosaico Carioca ligadas pela Trilha, são considerados Amigos da Trilha Transcarioca os leitores da sua página no facebook, com ênfase especial para os cerca de 1.000 voluntários que trabalham na sua sinalização e manutenção.

Esses últimos estão organizados em ongs e grupos excursionistas que adotam trechos específicos da Trilha Transcarioca para ajudar as Unidades de Conservação do Mosaico Carioca a fazer sua manutenção periódica, além de trabalhar na atualização do facebook e do site, dar palestras, ir a reuniões com outras entidades, preparar documentação e fazer outras tarefas necessárias ao bom andamento da Trilha. Calcula-se que mais de 10.000 horas de trabalho voluntário foram dados à Trilha Transcarioca somente em 2015.

Os adotantes hoje são Trilhas RJ (Local), SOS Trilhas, AVEC Trilhas, Trilhas Quase Secretas, Ecotribo, Grupo TerraLimpa, Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro (FEMERJ), Instituto Moleque Mateiro, Centro Excursionista Brasileiro, Centro Excursionista Guanabara, Centro Excursionista Light e Equipe de Funcionários da Conservação Internacional no Brasil. A COOP Babilônia, a Companhia Caminho Aéreo  Pão de Açúcar e o Grupo Recuperação Ambiental do Pão de Açúcar  também desenvolvem importantes trabalhos na Trilha. O Eco/WikiPArques, o Instituto Semeia, a SOS Mata Atlântica e a Associação de Amigos do Parque Nacional da Tijuca não adotam trechos mas têm colaborado para o bom andamento do projeto. Outras ongs ambientalistas que já apoiaram os Amigos da Trilha Transcarioca são os Amigos do Perigoso, os Destemidos, o Centro Excursionista Carioca, a UNICERJ, Bionatureza, Amigos da Serra do Vulcão, Makalu, Nature Run, Clube dos Aventureiros, Anda Brasil e a Federação Gaúcha de Montanhismo entre outros.

A partir do grupo de adotantes em 7 de março de 2016, foi formada a Comissão Provisória de Coordenação do Movimento de Amigos da Trilha Transcarioca que é composta de:

  1. Coordenação Geral:  Horacio Ernesto Ragucci
  2. Coordenação de Segurança: Eduardo Federico Cabral de Oliveira
  3. Coordenação de Comunicação Social: Pedro  da Cunha e Menezes
  4. Coordenação de Organização dos Voluntários: Marcus Vinicius de Souza
  5. Coordenação Manejo e Sinalização: Ivan Jorge Amaral da Conceição, Alex Vieira e Jeremias Mendonça de Freitas
  6. Tesouraria: Francisco Schnoor
  7. Coordenação Material Promocional: Anderson Luis Ferreira Ribeiro, Paula Dinis e Fábio Rael
  8. Coordenação de  Governança: Beto Mesquita

A Comissão tem até março de 2017 para apresentar uma proposta de organização definitiva para o Movimento Amigos da Trilha Transcarioca que, entre outros aspectos, incluirá estrutura organizacional, processo eleitoral e obrigação e deveres da membresia. Até lá, o Movimento Amigos da Trilha Transcarioca ficará institucionalmente abrigado na estrutura da Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro.

Venha ajudar esse sonho a virar realidade!

Galeria de fotos